Pesquisa 32

Nesta quarta-feira, às 14 horas, na FUNDECT, reuniram-se o Diretor Presidente, Prof. Dr. Davi José Bungenstab, Diretor Científico Prof. Dr. Márcio de Araújo Pereira, juntamente os coordenador do NUPESDD, Prof. Dr. Antonio Carlos Santana de Souza, coordenador do NEAD, Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues e o Prof. Me. Ricardo Leite de Albuquerque.


PROJETO DE PESQUISA: DISCURSOS INAUDIVEIS: OPRESSÃO E RESISTÊNCIA- GÊNERO E IDENTIDADE ENTRE MIGRANTES HAITIANAS.

Supervisão de Estágio Pós-Doutoral junto ao Mestrado Acadêmico em Letras da UEMS de Campo Grande-MS.

Pesquisa desenvolvida pela Profa. Dra. Irenilda Angela dos Santos (UFMT-Cuibá-MT) junto ao NEAD - Núcleo de Estudos em Análise do Discurso.


MESTRADO ACADÊMICO EM LETRAS - ESTUDOS LINGUÍSTICOS - BANCA DE QUALIFICAÇÃO

 

Unidade Universitária de Campo Grande-MS

Mestrado Acadêmico em Letras

Data: 26/10/2016

Horário: 14 horas

Sala Bloco de Letras

 

Título: O Discurso do Professor de Língua Portuguesa Sobre o uso das Novas Tenoclogias

Mestranda: Joana Margarete Saldivar Cristaldo Lera


No dia 27/06, segunda-feira, professoras que defenderem recentemente suas dissertações/pesquisas no Mestrado em Letras da UEMS de Campo Grande, participaram de uma mesa para discutir gênero na UEMS: Profa. Ma. Melly Fatima Goes Sena - A Identidade Discursiva Do Sujeito Masculino Nas Cartas Do Editor Da Men’s Health; A Profa. Ma. Soraia Aparecida Roques Pereira - A Discursividade Feminina A Partir Do “Bumbum”: Uma Questão De Identidade e a Profa. Ma. Vicentina Dos Santos Vasques Xavier – A Mulher “Na Boca Do Povo” – Os Ditos No Discurso Do Senso Comum.


A realização de uma pesquisa, dadas às devidas proporções, contribuirá para o surgimento de reflexões de rumos da intervenção profissional e perspectivas se abrem à medida que possibilita o levantamento de informações e percepções sob a ótica dos atores institucionais. Entre tantos aspectos um voltar para as próprias questões. Assim, o


A proposta deste trabalho é identificar a eficácia ideológica dos interdiscursos (Pêcheux, 1997) sobre educação escolar indígena presentes nos discursos (Pêcheux, 2002) materializados por meio de redações realizadas por professores  e/ou gestores indígenas, participantes do Processo Seletivo para a Licenciatura Intercultural Indígena ocorrido em  2010 ,pela UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados)  a partir das  concepções de sujeito de Pêcheux , (1997),quando,  em "Semântica e Discurso",  afirma que o lugar do sujeito não é vazio, sendo preenchido por aquilo que ele designa de forma-sujeito, ou sujeito do saber de uma determinada Formação Discursiva (FD), levando em consideração o contexto discursivo e a situação histórico-social em que se deu a produção dos textos ,  as ideias de poder e  resistência advindas de  Foucault(1979) e a identidade desses professores, na perspectiva de Bakhtin (2006), como sendo   representação  imaginária, instaurada na memória discursiva( Pêcheux,1999), pois para os povos indígenas a questão da identidade é  algo forte e se mescla com cultura, com a tradição dos povos, com a preservação da língua de berço, mas , também ,com o desejo de acessar a “outra língua” ,a segunda língua  que é a portuguesa e,assim a identidade desse “eu” é estabelecida de forma complexa linguisticamente, ou seja, em um processo discursivo nas variadas esferas de suas atividades.

 

Este trabalho ainda objetiva desvendar os efeitos de sentido (Pêcheux, 1997) oriundos das redações no que concerne a como os professores indígenas entendem a qualidade da Educação Escolar Indígena imprimida na reserva, como percebem a valoração (ou não) de suas culturas, o ensino a partir da realidade indígena que vivenciam, a educação a partir da família, o ensino da língua ,a relação educação indígena e educação escolar, entre outras temáticas que surjam do corpus.

Pesquisadora: Doutora Nara Maria Fiel de Quevedo Sgarbi (UNIGRAN/UEMS/NEAD/NEF)

 

 

Supervisão de Pós-Doutoramento desenvolvida por Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues

 

 


Este trabalho pretende ser uma reflexão e ao mesmo tempo uma realização prática da produção de texto na modalidade escrita, por alunos do segundo ano do ensino médio de duas escolas públicas da rede estadual de ensino em Campo Grande, sendo que em uma das escolas, a escolha deverá recair sobre os aspectos de funcionamento em turno matutino e de localização periférica, a outra por sua vez deverá ser de funcionamento em turno vespertino e de localização central.


Prof. Dr. Taisir Mahmudo Karin - UNEMAT

 Local: Auditório da UEMS – Campo Grande - MS

Data: 01/06/2016 (Quarta-Feira)

Hora: 19h


A proposta deste projeto é analisar, a partir do discurso de mulheres migrantes haitianas em Cuiabá, sua historia devida e o processo como migrante. Como metodologia, vamos estudar por meio da analise da historia de vida e analise de discurso de cinco mulheres trabalhadoras, negras,migrantes, vindas do Haiti e que vivem em Cuiabá, queremos analisar se a condição de gênero foi um fator que contribuiu ou não para a decisão de migração e o porque a escolha de Cuiabá como ponto de moradia.Tal  estudo se dará mediante a aplicação de entrevistas focadas, com questões norteadoras, onde buscaremos analisar o interdiscurso nas memórias destas mulheres migrantes e a materialidade do seu lugar e condição de gênero em sua historia social.

PALAVRAS-CHAVE: Migrações; Direitos Humanos, Gênero, Analise do Discurso

Coordenação:

Pós-Doutoranda: Irenilda Ângela dos Santos- UFMT

Supervisor: Marlon Leal Rodrigues ( NEAD/UEMS)

Pesquisa de Estágio Pós-Doutoral

 


Página 2 de 3