DISCURSOS (IN)AUDÍVEIS: OPRESSÃO E RESISTÊNCIA NA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

Pesquisa Written by  Domingo, 28 Fevereiro 2016 00:00 font size decrease font size increase font size
Rate this item
(0 votes)

A proposta deste trabalho é identificar a eficácia ideológica dos interdiscursos (Pêcheux, 1997) sobre educação escolar indígena presentes nos discursos (Pêcheux, 2002) materializados por meio de redações realizadas por professores  e/ou gestores indígenas, participantes do Processo Seletivo para a Licenciatura Intercultural Indígena ocorrido em  2010 ,pela UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados)  a partir das  concepções de sujeito de Pêcheux , (1997),quando,  em "Semântica e Discurso",  afirma que o lugar do sujeito não é vazio, sendo preenchido por aquilo que ele designa de forma-sujeito, ou sujeito do saber de uma determinada Formação Discursiva (FD), levando em consideração o contexto discursivo e a situação histórico-social em que se deu a produção dos textos ,  as ideias de poder e  resistência advindas de  Foucault(1979) e a identidade desses professores, na perspectiva de Bakhtin (2006), como sendo   representação  imaginária, instaurada na memória discursiva( Pêcheux,1999), pois para os povos indígenas a questão da identidade é  algo forte e se mescla com cultura, com a tradição dos povos, com a preservação da língua de berço, mas , também ,com o desejo de acessar a “outra língua” ,a segunda língua  que é a portuguesa e,assim a identidade desse “eu” é estabelecida de forma complexa linguisticamente, ou seja, em um processo discursivo nas variadas esferas de suas atividades.

 

Este trabalho ainda objetiva desvendar os efeitos de sentido (Pêcheux, 1997) oriundos das redações no que concerne a como os professores indígenas entendem a qualidade da Educação Escolar Indígena imprimida na reserva, como percebem a valoração (ou não) de suas culturas, o ensino a partir da realidade indígena que vivenciam, a educação a partir da família, o ensino da língua ,a relação educação indígena e educação escolar, entre outras temáticas que surjam do corpus.

Pesquisadora: Doutora Nara Maria Fiel de Quevedo Sgarbi (UNIGRAN/UEMS/NEAD/NEF)

 

 

Supervisão de Pós-Doutoramento desenvolvida por Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues

 

 

Read 359 times Last modified on Domingo, 28 Fevereiro 2016 22:15