JANEI CORREA DIAS MAZUI - TERCEIRA ESPECIALISTA EM LÍNGUA E CULTURA TERENA Featured

Notícias Written by  Sábado, 24 Novembro 2018 00:00 font size decrease font size increase font size
Rate this item
(0 votes)

Aluna:

JANE CORREA DIAS MAZUI

Tema:

JOGOS E BRINCADEIRAS INDÍGENAS

 

 

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL

UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CAMPO GRANDE

CURSOS DO LETRA: LICENCIATURAS, BACHARELADO E MESTRADOS

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM LÍNGUA E CULTURA TERENA

 

Aluna:

JANE CORREA DIAS MAZUI

Tema:

JOGOS E BRINCADEIRAS INDÍGENAS

 

BANCA EXAMINADORA

 

_______________________________________

Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues

Presidente

 

______________________________________

Prof. Me Celso Abrão dos Reis

Titular

 

__________________________________________

Profa. Ma. Hellen Fernandes Gondim

Titular

 

________________________________________

Profa. Ma. Dieny Graciely Souto de Souza Melo

Suplente

 

Resumo:

Este trabalho tem como evidenciar os jogos e brincadeiras na comunidade Indígena Terena como são hoje e como eram antigamente, pois os tempos mudaram e a descaracterização vem acontecendo com a aproximação dos não índios (Purutuyé), sua cultura e a urbanização da aldeia, com isso os indígenas vem perdendo seus costumes, pois a cidade acabou se sobrepondo ao espaço ocupado pelos indígenas, a Aldeia Aldeinha é urbana e a cidade de Anastácio cresceu ao seu redor e junto com a cidade vem a urbanização e a tecnologia. Dessa forma, esse trabalho tem como objetivo mostrar a diferenciação dos jogos e brincadeiras da cultura de hoje e de antigamente em épocas distintas, de como nossas crianças estão perdendo essa fase tão boa de nossa vida com a tecnologia e se trancando cada vez mais em seus quartos, observaremos através de relatos e entrevista essa mudança, devemos olhar para as nossas crianças com olhos diferentes, tentar resgatar a infância que está se perdendo. Como aporte teórico, utilizo teorias sobre Jogos e Brincadeiras, Estado da arte e cultura terena.

Palavras-chave: Cultura, Educação Indígena, Infância, Diversão

 

Hoje teremos mais cinco defesas, mas de outra Especialização do NEAD, a Especialização em Língua e Cultura Terena. Poderemos desde já considerar que os professores de amanhã serão os primeiros Especialistas cujo nome da especialidade é o nome da própria etnia – a Terena. Momento de celebração.

A defesa de monografia de especialização fez da Profa. JANE CORRÊA DIAS MAZUI a tonou a terceira especialista lato sensu em Língua e Cultura Terena. Temos que festejar.

Ontem foi um dia importante para o NEAD/UEMS, teve inicio as defesas da Especialização em Linguística, a Ciência da Língua. Podemos afirmar que o Profa. Adão Antonio Lourenço Paiva e a Profa. Letícia Gomes Oliveira Seiboth são os mais recém Especialista em Linguística, a Ciência da Língua. Ambas as defesas merecedores de Louvor pela qualidade da pesquisa.

Também teremos na semana que vem as defesas da Especialização em Linguagem e Questões Étnico-Racial e de Gênero. Defesas marcadas pela diversidade.

É o início do fim até 30 de novembro. Início das defesas das especializações, elas sinalizam que estamos chegando ao fim da jornada com um saldo bom.

Desde as longas reuniões de 2015 ao início em 2107, foram momentos de muito trabalho e dedicação. Não podemos deixar de esquecer que não se faz uma caminhada sozinho, que há parceiros ligados diretamente ao projeto e outros indiretamente, todos no mesmo nível de importância. Podemos citar o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Gradução, na pessoa da Profa. Dra. Luciana e toda sua equipe que nos atendeu com paciência e dedicação. O Vice-Reitor Prof. Dr. Laércio que cuidou pessoalmente dos documentos para assinar convênios no prazo limite.

A equipe da antiga DED/SEMED – Prefeitura de Campo Grande, na pessoa da Profa. Rejane Breda que viabilizou toda a parceria para as Especializações em Linguagem e Questões Étnico-Racial e de Gênero e a Especialização em Língua e Cultura Terena. Outro parceiro que também confiou em nosso trabalho foi o Prof. Dr. Leonel (UEMS), quando esteve à frente da Superintendência da SED/MS.

Gostaria de apertar a mão de todos e com certeza não faltará oportunidades de dizer que o quanto o NEAD é grato pela confiança.

Mas acredito que a cada defesa a partir de hoje representa um muito obrigado.

E também aos alunos/professores que colocaram sua confiança na equipe do NEAD que apesar dos tropeços e desacertos, sempre procurou atender da melhor forma possível e com dedicação, que os nossos erros sirvam de lição para as próximas atividades. Não desistimos que fazer o que fazemos com compromisso.

Poderíamos ter feito mais e melhor. Mas não fizemos e pedimos nossas desculpas aqueles que desistiram por não acredita que o nosso trabalho não mais valia a pena. Sentimos muito.

É momento de fazermos reuniões para comemorar a parte que também foi bem sucedida e não somente reuniões para os desacertos e equívocos.

 

SEGUNDA-FEIRA TEREMOS MAIS NOVOS ESPECIALISTAS.

Read 301 times