JANICE CORRÊA DIAS - SEGUNDA ESPECIALISTA EM LÍNGUA E CULTURA TERENA Featured

Notícias Written by  Sábado, 24 Novembro 2018 00:00 font size decrease font size increase font size
Rate this item
(1 Vote)

Aluna:

JANICE CORRÊA DIAS

Tema:

Geometria na Arte Terena

 

 

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL

UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CAMPO GRANDE

CURSOS DO LETRA: LICENCIATURAS, BACHARELADO E MESTRADOS

ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM LÍNGUA E CULTURA TERENA

 

Aluna:

JANICE CORRÊA DIAS

Tema:

Geometria na Arte Terena

BANCA EXAMINADORA

 

_______________________________________

Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues

Presidente

 

______________________________________

Prof. Me Celso Abrão dos Reis

Titular

 

__________________________________________

Profa. Ma. Hellen Fernandes Gondim

Titular

 

________________________________________

Profa. Ma. Dieny Graciely Souto de Souza Melo

Suplente

 

Resumo:

A Geometria e a arte sempre estiveram ligadas, isto é, entrelaçadas uma na outra. De acordo com Santos e Guimarães (2013), já existia articulação entre a arte e a geometria nos primeiros registros históricos da humanidade. Arte e cultura estão totalmente ligadas, pois é através da arte que conseguimos diferenciar, apreciar e adquirir conhecimentos das diferenças entre uma cultura e outra, visto que na arte são impressas sentimentos, formas e cores que dizem muito sobre a pessoa que a fez, que por sua vez possui uma história enriquecida por sua cultura, apanhada por uma sociedade, e que o diferencia das demais, tornando a arte um produto único em cada canto do mundo. Dessa forma, é possível encontrar a geometria na arte e na Cultura Terena. O artesanato é uma das culturas mais tradicionais do povo terena, pois desde antiguidade os nossos antepassados desenvolviam essa prática cultural, porque era uma forma de uso das famílias no passado, para sua utilização do dia a dia deles como vasos para depositar água, pote para colocar de beber e pintura corporal que na maioria das vezes era usado para algum tipo de celebração.  Hoje, as cerâmicas terenas não são mais utilizadas como no passado, devido surgimento de muitas coisas novas dos utensílios, como panelas de alumínios, pratos, copos, talheres e outros utensílios, sendo assim não são mais necessário fazer artesanato para utilizar em suas casas.Porém, a cerâmica terena hoje possui um valor diferente lá do passado; as ceramistas que desenvolvem esse tipo de trabalho nas aldeias indígenas do povo terena, fazem cerâmica para exposição, para vendas e comercialização servindo como enfeites nas casas, nas lojas e outros estabelecimentos públicos ou não. Além do artesanato, a pintura corporal também é considerada uma arte. A pintura corporal é uma das características que mais marcam a cultura indígena e que pode ser vista como tão necessária e importante esteticamente como a roupa usada pelo purutuyé “homem branco”. A Homoxoti'ramûyo “pintura corporal” para os índios tem sentidos diversos, não somente na vaidade, ou na busca pela estética perfeita, mas pelos valores que são considerados e transmitidos através desta arte. A pintura corporal terena é usada também para demonstrar o jeito terena de expressar sentimentos, seja para uma comemoração, festa, luto ou guerra. Dessa forma, a geometria tem importantes aplicações em várias disciplinas, pois ela tem uma importância especial na arquitetura, pois é usada para calcular espaço, ângulos e distância. Geometria foi o nome dado pelos gregos à parte da Matemática que estudava a medida (metria) da terra (geo), trata-se do ramo da Matemática em que são estudadas as figuras e suas características e o espaço que essa figura ocupa no plano, é ariscado fazer qualquer afirmação quanto à origem da Geometria, porque não há registros escritos de épocas anteriores há 6000 anos antes de Cristo. Assim, todo esse processo da geometria é possível ser encontrado na arte. A arte usa a geometria para retratar a profundidade espacial. Na cultura Terena são usados grafismos que podemos analisar e estudar, pois esses grafismos possuem formas geométricas como: Figuras Planas e não, Retas, Pontos e Planos. Dessa forma, esse trabalho tem como objetivo relacionar a arte e cultura terena com a geometria. Como aporte teórico, utilizo teorias de língua na geometria, Estado da arte e cultura e arte terena.

Palavras-chave: Geometria; Arte; Cultura Terena.

 

 

Hoje teremos mais cinco defesas, mas de outra Especialização do NEAD, a Especialização em Língua e Cultura Terena. Poderemos desde já considerar que os professores de amanhã serão os primeiros Especialistas cujo nome da especialidade é o nome da própria etnia – a Terena. Momento de celebração.

A defesa de monografia de especialização fez da Profa. JANICE CORREIA DIAS a tonou a segunda especialista lato sensu em Língua e Cultura Terena. Temos que festejar.

Ontem foi um dia importante para o NEAD/UEMS, teve inicio as defesas da Especialização em Linguística, a Ciência da Língua. Podemos afirmar que o Profa. Adão Antonio Lourenço Paiva e a Profa. Letícia Gomes Oliveira Seiboth são os mais recém Especialista em Linguística, a Ciência da Língua. Ambas as defesas merecedores de Louvor pela qualidade da pesquisa.

Também teremos na semana que vem as defesas da Especialização em Linguagem e Questões Étnico-Racial e de Gênero. Defesas marcadas pela diversidade.

É o início do fim até 30 de novembro. Início das defesas das especializações, elas sinalizam que estamos chegando ao fim da jornada com um saldo bom.

Desde as longas reuniões de 2015 ao início em 2107, foram momentos de muito trabalho e dedicação. Não podemos deixar de esquecer que não se faz uma caminhada sozinho, que há parceiros ligados diretamente ao projeto e outros indiretamente, todos no mesmo nível de importância. Podemos citar o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Gradução, na pessoa da Profa. Dra. Luciana e toda sua equipe que nos atendeu com paciência e dedicação. O Vice-Reitor Prof. Dr. Laércio que cuidou pessoalmente dos documentos para assinar convênios no prazo limite.

A equipe da antiga DED/SEMED – Prefeitura de Campo Grande, na pessoa da Profa. Rejane Breda que viabilizou toda a parceria para as Especializações em Linguagem e Questões Étnico-Racial e de Gênero e a Especialização em Língua e Cultura Terena. Outro parceiro que também confiou em nosso trabalho foi o Prof. Dr. Leonel (UEMS), quando esteve à frente da Superintendência da SED/MS.

Gostaria de apertar a mão de todos e com certeza não faltará oportunidades de dizer que o quanto o NEAD é grato pela confiança.

Mas acredito que a cada defesa a partir de hoje representa um muito obrigado.

E também aos alunos/professores que colocaram sua confiança na equipe do NEAD que apesar dos tropeços e desacertos, sempre procurou atender da melhor forma possível e com dedicação, que os nossos erros sirvam de lição para as próximas atividades. Não desistimos que fazer o que fazemos com compromisso.

Poderíamos ter feito mais e melhor. Mas não fizemos e pedimos nossas desculpas aqueles que desistiram por não acredita que o nosso trabalho não mais valia a pena. Sentimos muito.

É momento de fazermos reuniões para comemorar a parte que também foi bem sucedida e não somente reuniões para os desacertos e equívocos.

 

SEGUNDA-FEIRA TEREMOS MAIS NOVOS ESPECIALISTAS.

Read 305 times