RODNEI ELOI DA SILVA – QUALIFICA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO - O APAGAMENTO DA LÍNGUA TERENA EM FUNÇÃO DA LÍNGUA PORTUGUESA Featured

Notícias Written by  Terça, 28 Agosto 2018 00:00 font size decrease font size increase font size
Rate this item
(0 votes)

 

Qualificação de dissertação de mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Letras, da Universidade Estadual de Mato Grosso, Unidade Universitária de Campo Grande, como requisito parcial para obtenção do título de Mestre em Letras.

 

Área de concentração: Linguagem: Língua e Literatura

 

 

COMISSÃO EXAMINADORA

 

Prof. Dr. Antonio Carlos Santana de Souza (Presidente)

Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul/UEMS

 

 

Profª. Dra. Cristiane Schmidt

Universidade do Estado de Mato Grosso/UNEMAT

 

 

Prof. Dr. Marlon Leal Rodrigues

Universidade Estadual de Mato Grosso do sul/ UEMS

 

 

Prof. Dr. Miguel Eugênio de Almeida

Realizamos neste estudo uma reflexão acerca do apagamento da língua terena em função da língua portuguesa. O fenômeno está causando uma grande preocupação para a nação terena, pois, a língua está em perigo de extinção, ao longo do tempo, passa por um processo de variações linguísticas, geográfica e social. E ao ponto de estar em desuso pelos próprios falantes da língua materna, e cada vez mais vai crescendo a chance de ser esquecida pelas novas gerações. A causa maior disso é a língua terena ser considerada como uma língua minoritária, desprestigiada pelos próprios terena. Assim, os terena e os não terenas consideram as variações linguísticas ou dialetos regionais de menor prestígio como inferior ou errada. E precisamos-nos livrar do mito que diz: que a língua portuguesa é a correta e invariante, e as outras são apenas acidentes. Com este trabalho não se pretende encerrar aqui, mas servir de contribuição para novas pesquisas. 

Palavras-chave: apagamento, variação linguística, Terena, línguas indígenas.

 

Read 161 times Last modified on Terça, 28 Agosto 2018 03:06