PROFA. DRA. NARA MARIA FIEL DE QUEVEDO SGARBI FINALIZA PESQUISA DE ESTÁGIO DE SUPERVISÃO DE PÓS-DOUTORAMENTO NO NEAD/UEMS Featured

Notícias Written by  Quarta, 03 Maio 2017 00:00 font size decrease font size increase font size
Rate this item
(0 votes)

PROJJETO DE PESQUISA DESENVOLVIDO DESDE 2105 É FINALIZADO:

INTERDISCURSOS SOBRE EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA: OPRESSÃO E RESISTÊNCIA

Profa. Dra. NARA MARIA F. DE Q. SGARBI - UNIGRAN-DOURADOS

 

 

 

RESUMO

Este trabalho teve como proposta identificar a eficácia ideológica dos interdiscursos (Pêcheux, 1997) sobre educação escolar indígena presentes nos discursos (Pêcheux, 2002) materializados por meio de redações, as quais foram elaboradas por professores, participantes do Processo Seletivo voltado à Licenciatura Intercultural Indígena ,ocorrido em  2010 ,na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados). Ao rememorarmos as concepções de Pêcheux  (1997) sobre o sujeito, quando , em "Semântica e Discurso",  afirma que o lugar do sujeito não é vazio sendo preenchido por aquilo que ele designa de forma-sujeito ou sujeito do saber de uma determinada Formação Discursiva (FD), pontuamos a relevância das condições de produção, da exterioridade discursiva; situação em que se deu a produção dos textos. No intuito de sinalizar as relações de poder inerentes aos discursos, buscou-se as ideias de poder e resistência advindas de Foucault (2009) e a construção identitária como herança do colonialismo abordada  por SANTOS(2010), pois são fatores que se entrecruzam nos discursos desses educadores em decorrência de serem constituídos por um jogo de imagens, uma representação imaginária, instaurada na memória discursiva( Pêcheux,1999).  Os enfoques às abordagens acima se sustentam uma vez que ,para os povos indígenas, a questão da identidade é um fator de suma importância , a qual se mescla com a cultura, com a tradição e com a preservação da língua de berço. Contudo, não se apaga o desejo de acessar a “outra língua”, a segunda língua  que é a portuguesa e, juntamente a isso, os direitos fundamentais que essa língua pode proporcionar.  Assim, diante de um contexto linguisticamente complexo, permeado por um sistema histórico de apagamento, esse sujeito enuncia e resiste, ora quando se contra identifica com determinada Formação Discursiva, ora quando, por meio da língua,  escapa aquilo a que resiste ou aquilo que lhe falta.

 

  Palavras-chave: Análise do Discurso; Educação Escolar Indígena;        Interdiscurso.

 

ABSTRACT

 

SGARBI, Nara Maria Fiel de Quevedo.  INTERDISCURSES ON INDIGENOUS SCHOOL EDUCATION: OPPRESSION AND RESISTANCE.

 

This work aimed to identify an ideological effectiveness of ​​the interdiscourse (Pêcheux, 1997) about indigenous school education in speeches (Pêcheux, 2002) materialized through essays elaborated by teachers who participated of the Selective Process focused on Intercultural Indigenous Graduation, occurred in 2010, at UFGD (Federal University of Grande Dourados). By recalling the conceptions of Pêcheux (1997) about the subject in "Semantics and Discourse", he affirms that the place of the subject is not empty being filled by which he designates as “forma-sujeito” or “sujeito do saber” of a certain Discursive Formation (DF), we point out the relevance of the conditions of production, of the discursive exteriority; situation in which the texts were produced. In order to point the power relations inherent to the discourses, it was sought ideas of power and resistance from Foucault (2009) and the identity construction as inheritance of colonialism approached by SANTOS (2010), since they are factors that intersect in the discourses of these educators in consequence of being constituted by a set of images, an imaginary representation, established in the discursive memory (Pêcheux, 1999). Approaches to the issues above are sustainable as the issue of identity is a very important factor to the indigenous people, which blends with the culture, the tradition and the preservation of the birth language. However, the desire to access the “other language” is not erased, the second language which is the Portuguese, along with that, the fundamental rights which that language can provide. Thus, faced with a linguistically complex context, permeated by a historical system of detachment, this subject enunciates and resists, sometimes when identified with a certain Discursive Formation, or when, through the language, escapes what resists or what is missing.

Keywords: Discourse Analysis; Indigenous School Education; Interdiscourse.

 

O CEPAD parabeniza a Profa. Nara Sgarbi pro mais esta conquista em sua vida acadêmica.

A pesquisa é uma parceria entre a UNIGRAN e o  NEAD/UEMS.

Read 5264 times Last modified on Quarta, 03 Maio 2017 19:47