Pós em Linguagem e Cultura Terena capacitará 190 professores indígenas Featured

Notícias Written by  Quinta, 26 Janeiro 2017 00:00 font size decrease font size increase font size
Rate this item
(0 votes)

Por: Rubens Urue | Postado em: 26/01/2017

Professores Terena iniciaram aulas da Especialização na última segunda-feira (23).

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - Unidade de Campo Grande iniciou na última segunda-feira (23) o curso de pós-graduação lato sensu - Especialização em Língua e Cultura Terena que irá atender aproximadamente 190 professores indígenas da rede básica de ensino.

 

A pós é resultado de uma parceria dos cursos de Letras da UEMS - Licenciatura, Bacharelado, Mestrado Acadêmico e Núcleo de Estudos em Análise do Discurso (NEAD) em convênio com a Divisão de Educação e Diversidade (DED) da SEMED – Secretaria Municipal de Campo Grande/MS.

De acordo com o professor Celso Abrão dos Reis, professor da UEMS, docentes da rede básica de nove cidades do Estado (Campo Grande, Aquidauana, Anastácio, Nioaque, Miranda, Sidrolândia, Jardim, Dois Irmãos de Buriti e Bodoquena) estão entre os matriculados. “O curso terá duração de 18 meses e será dividido em duas turmas. O objetivo principal é capacitar professores da etnia Terena para o ensino de língua materna e alfabetização. Parcerias com as prefeituras ainda estão sendo formalizadas.

A pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da UEMS, Luciana Ferreira, complementa informando que a parceria com a SEMED de Campo Grande engloba, também, outro curso de pós-graduação lato sensu, denominado Linguagem: Questões Étnico-Raciais e de Gênero.

Em relação à Especialização em Linguagem e Cultura Terena, Luciana destaca que “se trata de uma inovação para a UEMS, uma vez que a temática é muito importante para o Estado, dado o número de indígenas naturais no MS. Assim, a oferta deste curso representa uma grande inserção da sociedade sul-mato-grossense.

Luciana finaliza destacando que a oferta deste curso foi possível pela articulação do professor do coordenador do NEAD/UEMS, prof. Marlon Leal Rodrigues, que ao longo de 2016, trabalhou na elaboração do projeto da Especialização. “Temos recebido solicitações de outros municípios que já estão buscando esta pós. E isso garante uma visibilidade para nossa Universidade, uma vez que esse tema é muito importante para nós”, finaliza.

O curso lato sensu em Linguagem e Cultura Terena tem por objetivos, de acordo com o Programa:

- capacitar professores Terenas técnica e cientificamente na Ciência da Língua;

- possibilitar a constituição do professor autor de seu fazer técnico-científico e pedagógico de sua própria língua e cultura;

- capacitar o professor a elaborar e desenvolver projetos científicos no âmbito escolar;

- capacitá-lo a desenvolver gramáticas e dicionários pedagógicos da língua Terena.

Linhas de Pesquisa:

- Língua e Ensino: a linha buscar refletir as concepções de língua na relação com o ensino de língua, condição que se possibilita discutir processos didático-pedagógicos.

- Língua e Ciência: a linha busca refletir a dimensão tanto teórica quanto prática da língua, o que compreende desde o discurso do senso comum e até suas elaborações teóricas, descritivas e filosóficas.

 

http://www.uems.br/noticias/detalhes/pos-em-linguagem-e-cultura-terena-inicia-turmas-com-190-professores-indigenas-142047

Read 4409 times Last modified on Quinta, 26 Janeiro 2017 19:32